Administração, condominios

Individualização de água em condomínio, como funciona?

Conheça como funciona e as vantagens da individualização de água no seu condomínio

Publicado em 22 de Março de 2022
Tempo de leitura:

A cobrança individualizada de água em condomínios é a mais justa e ecologicamente correta, uma vez que cada morador se torna responsável pelas despesas e uso desse insumo tão importante e escasso. Ela pode ser considerada uma opção vantajosa para todos, uma vez que permite a cada unidade acompanhar, mês a mês o controle de gastos e de consumo.   

Como funciona a individualização de água e gás em condomínios?   

A individualização de água no condomínio ocorre quando cada unidade paga apenas o volume que é consumido no mês. Ela é feita através da instalação de hidrômetros. Esse equipamento é capaz de medir o consumo de água de cada unidade, individualmente. Normalmente, uma empresa é contratada para fazer a leitura dos registros e apontar a cobrança.  

O custo para adicionar um sistema de medição individualizada de consumo de água pode variar de acordo com a cidade, o número de unidades e a infraestrutura do condomínio. 

No serviço tradicional, a concessionária responsável faz a leitura de apenas um registro na entrada principal do condomínio, que, posteriormente, é dividida entre os moradores e paga uma só vez pelo condomínio.     

Individualizar o serviço de água permite diminuir o desgaste em discussões sobre as divisões e levar ao morador uma proposta que o torne corresponsável pela gestão. Quando não há a individualização, todos os serviços de uso comum, independentemente do percentual de consumo, são rateados entre os condôminos e cobrados mensalmente.   

Benefícios da individualização de água em condomínios 

Economia de água 

A individualização de água em condomínios é uma grande aliada da economia, pois, se antes havia alguém fazendo mau uso desse recurso tão importante e escasso, não se importando muito com a quantidade consumida, agora com a individualização cada um será o responsável, e isso fará com que o bom senso impere, já que o reflexo do excesso pesará no próprio bolso do morador.   

Pagamento justo   

Continuando o pensamento de que economizar é preciso, com a adoção da individualização, será possível o melhor gerenciamento das finanças para essas contas. Aquele morador com um perfil de viajante ou ausente de casa não precisará mais se preocupar com a análise do rateio e pagará somente o que realmente utilizar.    

Além de terem certeza de que estão pagando de forma justa suas despesas, os condôminos terão maior conforto em receber sua conta em casa e poderão avaliar melhor a descrição do consumo e o montante a ser pago.   

O bom de individualizar é que os moradores não serão penalizados, caso algum deles estiver inadimplente em relação às parcelas de condomínio. Todo o processo de bloqueio ou corte do fornecimento se dará exclusivamente no apartamento individualizado.   

Consciência ambiental   

Nada melhor que poder contribuir com o meio ambiente, não é mesmo? A água é um insumo precioso no mundo e sua utilização consciente deve fazer parte da rotina de todos. Quando um valor é embutido em um pacote mensal, é normal não nos preocuparmos com desperdícios.    

Acontece que, com a individualização de água em condomínios, é normal que se reutilize a água nas atividades diárias, já que as despesas serão exclusivamente daqueles que as geraram.   

De forma obrigatória ou não, é fato que a preocupação com os gastos e com a utilização dos recursos será muito maior que antes — e o meio ambiente agradece.   

Redução da parcela mensal   

Já sabemos que, para serviços pagos, o comportamento do consumidor impacta diretamente no valor a ser cobrado. Em condomínios, há uma tendência generalizada em se gastar mais que o normal, já que o custo não será percebido como além do habitual, pois fará parte de um rateio mensal.   

Com a individualização, a parcela mensal de condomínio só englobará despesas que não podem ser separadas. Ao ter a cobrança de água direcionada especificamente para a sua residência, o morador poderá administrar melhor o consumo e com isso pagar um valor menor.   

Reuniões mais saudáveis    

Se as reuniões de condomínio antes eram desgastantes para se chegar a um denominador comum sobre a cobrança das despesas, com a individualização de água, esse assunto será um item a menos para discussão. Afinal, cada um terá sob sua responsabilidade o gasto gerado por seu próprio consumo.   

Os debates sobre despesas e rateios poderão dar lugar a ideias de boas práticas de consumo consciente e até sobre assuntos relacionados à convivência no condomínio.  

A instalação de um sistema de individualização de água e gás em edifícios já é tendência no mercado e obrigatória na legislação de alguns municípios brasileiros para novos empreendimentos. Em 2016, foi sancionada a lei 13.312 que tornou obrigatório que, a partir de 2021, todos os condomínios novos brasileiros sejam entregues prontos para a medição individual da água.  

Para promover a individualização de água no seu condomínio, é preciso conhecer os tipos de serviços ofertados, as condições de instalação externa do sistema e a migração para dentro de cada residência. Não é uma solução barata de imediato, e os custos serão diluídos a médio e longo prazos. Então, faça um planejamento consistente e uma boa previsão orçamentária 

Guia completo para redução de custos no seu condomínio  Clique aqui e faça o download do material

Comentários