Administração

Saiba identificar e corrigir vazamento de água em condomínios

Saiba identificar e corrigir vazamento de água em condomínios

Publicado em 22 de Fevereiro de 2018
Tempo de leitura:

Vazamento de água é sempre um transtorno, tanto para síndicos quanto para moradores. Em condomínios, esses contratempos são os mais difíceis de serem identificados devido ao grande volume de tubulações.

Vazamentos e infiltrações podem acontecer silenciosamente e, dessa forma, o desperdício de água acaba sendo grande. Para auxiliar você a evitar esses tipos de problemas e seus decorrentes prejuízos, elaboramos este post.

Aqui você verá ótimas orientações para identificar e corrigir os vazamentos de água em condomínios. Acompanhe!

Os principais sinais de que está ocorrendo vazamento de água no prédio

Manchas nas paredes e goteiras são indícios que aparecem quando incidentes maiores estão acontecendo há mais tempo. Assim como tinta com bolhas, mofo, bolor ou pintura com aspecto umedecido.

É preciso identificar de onde vêm esses problemas. Para isso, alguns testes devem ser feitos. Confira os principais adiante:

Teste do hidrômetro

O acompanhamento diário do hidrômetro é importante em condomínios. Ele permite ao síndico ou zelador solucionar rapidamente os problemas.

Em caso de haver um hidrômetro para todo o prédio, o ideal é ter uma planilha com anotações diárias do consumo registrado no relógio. Qualquer desvio nessa curva do consumo pode indicar irregularidades nas tubulações dos apartamentos.

Teste dos canos alimentados por caixa d’água

Todas as torneiras da casa devem ser fechadas e os aparelhos que utilizam água precisam ser desligados para esse teste. Os sanitários também não podem ser utilizados. A torneira de boia da caixa deve ser fechada, a fim de impedir a entrada da água.

Na caixa, marque o nível da água e verifique após uma hora se ele baixou. Caso tenha baixado, é porque existe vazamento nos canos ou nos banheiros alimentados pela caixa d’água.

Teste da piscina

Encha um balde com água da piscina até chegar a 5 cm da borda do recipiente. A água desta deve ser mantida em nível normal. Marque o nível da água do balde e o da piscina, e prenda o balde no interior dela, sem que o líquido dos dois se misture ou a temperatura seja diferente.

Depois de 24 horas, examine os níveis de água e compare as marcações feitas inicialmente. Se a piscina tiver maior variação em altura, provavelmente existe vazamento.

Teste de vazamentos em bacias sanitárias

São dois tipos de testes: um para bacias com caixa acoplada e outro para bacias com válvulas de descarga. No caso da caixa acoplada, você deve colocar um corante na água da caixa. Pode ser até pó de refresco, por exemplo.

Se depois de um tempo for verificado que o corante está escoando pelas paredes da bacia, é um sinal de vazamento.

Já no caso da bacia com válvula de descarga, o corante deve ser colocado na água do sifão. Caso a água fique clara, esse é o seu indicativo de vazamento.

Conferência da tubulação nas paredes

Esse teste é bem simples. É feito batendo nas paredes por onde passa o encanamento. Se o som for diferente em alguma parte (seja ela revestida com massa ou azulejo), é importante averiguar mais sobre a possibilidade de um problema.

As maneiras de solucionar possíveis problemas

Uma vez identificadas as situações de vazamentos, é essencial pensar em soluções e correções. Igualmente, é importante saber quem são os responsáveis para cuidar desses transtornos. Saiba mais abaixo:

Na rede vertical

A rede vertical é a principal condutora de água e esgoto entre a rua e os andares de um prédio. A responsabilidade e o uso geral da rede vertical são do condomínio. Portanto, em caso de vazamentos, é o condomínio quem arca com o custo das obras nos apartamentos, incluindo os danos e avarias ocorridos por conta das infiltrações.

Na rede horizontal

A rede que liga a coluna principal à unidade condominial através dos canos é a rede horizontal.  O uso, nesse caso, é particular. Por isso, em caso de vazamentos, o responsável pelo conserto e pelos reparos é o proprietário do apartamento.

No teto do banheiro

Irregularidades nos encanamentos internos podem ocorrer devido à deterioração das instalações hidráulicas, e isso pode afetar os apartamentos vizinhos. Se o vazamento no teto do banheiro acontecer por problemas na rede horizontal, o responsável é o apartamento de cima. Portanto, o proprietário deste é quem deve arcar com as despesas do reparo.

Consertos comuns para evitar vazamentos

Alguns procedimentos podem ser realizados pelo zelador do prédio ou por um auxiliar de manutenção. Importantes medidas compensam serem tomadas, sobretudo em casos de prédios com consumo não individualizado.

Exemplos de procedimentos incluem: a substituição do corpo de vedação das torneiras, a redução e a correta regulagem do volume da descarga, os consertos de eventuais vazamentos na tubulação hidráulica.

A intermediação de conflitos com a vizinhança a respeito de vazamentos de água

Decidir de quem é a responsabilidade dos consertos quando o assunto for vazamento entre os apartamentos pode gerar alguns conflitos. Por isso, é essencial que o síndico tente mediá-los.

O síndico se posicionará como a parte neutra em um desentendimento e deverá agir com diplomacia, visando sanar as divergências. É importante que ele também tenha apropriado conhecimento das regras.

Se os vizinhos envolvidos tiverem boa vontade em solucionar a questão, não existirão grandes problemas. Porém, quando existe resistência ou recusa em conversar, a recomendação é formalizar um comunicado por meio de uma notificação em duas vias impressas.

O responsável assina e atesta o conhecimento da ocorrência. Se, ainda assim, persistir na recusa, o morador prejudicado poderá entrar com uma ação no Juizado Especial Cível.

Para evitar que transtornos futuros aconteçam ou que voltem a aparecer, é conveniente fazer vistorias e manutenções periodicamente. De preferência, a cada seis meses, e o técnico deve estar sempre acompanhado de algum funcionário do condomínio.

E todo consumo de água deve também ser medido de forma precisa.

Também é necessário orientar os moradores a respeito de perfurações nas paredes. A falta de cuidado pode furar um cano e inundar um apartamento. Até em uma simples instalação de armários. Toda água de um cano perfurado acidentalmente escorrerá pela tubulação e entrará na alvenaria. Várias unidades poderão sofrer graves consequências.

Contratação de seguro com cobertura para vazamentos de tanques e tubulações

Danos causados por água aos equipamentos de áreas comuns provenientes de rompimento acidental de colunas, caixas d´água ou demais encanamentos do condomínio. Esta preocupação se faz necessária pela frequência de sinistros desta natureza.

Salientamos que os prejuízos, ocasionados por água provenientes de ramais (responsabilidade de cada unidade) ou  por falta de manutenção, não estão cobertos nas apólices de seguro de condomínios.

Em média, o valor do prêmio equivale a 0,5% a 0,9% do valor da cobertura.

Saber identificar corretamente e corrigir o vazamento de água em condomínios é imprescindível para que a estrutura e organização do prédio se mantenham em ordem. Coloque essas dicas em prática e evite os conflitos.

O que achou desse post? Deixe aqui o seu comentário com dúvidas ou sugestões!

Comentários