Administração

Individualização de água e gás em condomínio: quais os benefícios?

Individualização de água e gás em condomínio: quais os benefícios?

Publicado em 18 de Julho de 2018
Tempo de leitura:

A melhor maneira de controlar as finanças é acompanhar de perto as receitas e as despesas, e esse processo precisa ser bem gerenciado. Se para encontrar esse equilíbrio na vida particular é difícil, imagina em um condomínio onde geralmente os gastos são divididos entre diversos moradores? Realmente, não é uma tarefa fácil para o síndico. Por isso, surgiu a individualização de água e gás nos empreendimentos.

O objetivo é distribuir de forma mais justa as despesas entre aqueles que utilizam e se beneficiam dos serviços. Se você é o síndico responsável e tem uma vida paralela a essa função, não pode perder a leitura deste post e descobrir os vários benefícios de individualizar algumas despesas. A ideia é propor que cada morador seja o gestor do seu próprio consumo, diminuindo a carga de responsabilidade que pesa sobre os ombros do síndico.

Vamos elencar aqui algumas vantagens — para gestores e moradores — com foco na redução de custos e autonomia do usuário. Assim, você terá total segurança para dar respostas satisfatórias na hora de apresentar esta solução na reunião condominial!

Como funciona a individualização de água e gás em condomínios?

Primeiro vamos entender o que é esse processo e como ele funciona, para que se visualizem os benefícios que ele traz. Individualizar serviços em condomínios permite diminuir o desgaste em discussões sobre as divisões e levar ao morador uma proposta que o torne corresponsável pela gestão.

No formato convencional, todos os serviços de uso comum, independentemente do percentual de consumo de cada um, são rateados entre os moradores e cobrados mensalmente.

Os questionamentos costumam ser acalorados, gerando desgaste nos relacionamentos e ao síndico que se divide entre o trabalho e as funções do condomínio. Acaba restando pouco tempo para a vida pessoal e para a família. Confira o que você e os condôminos têm a ganhar!

Quais os benefícios?

Economia de água e gás

A individualização de água e gás em condomínios é uma grande aliada da economia, pois, se antes havia alguém fazendo mau uso dos recursos e não se importando muito com a quantidade consumida, agora com a individualização cada um será o responsável, e isso fará com que o bom senso impere, já que a reflexão do excesso pesará no próprio bolso do morador.

Pagamento apenas do que gastar

Continuando o pensamento de que economizar é preciso, com a adoção da individualização, será possível o melhor gerenciamento das finanças para essas contas. Aquele morador com um perfil de viajante ou ausente de casa não precisará mais se preocupar com a análise do rateio e pagará somente o que realmente utilizar.

Além de terem certeza de que estão pagando de forma justa suas despesas, os condôminos terão maior conforto em receber sua conta em casa e poderão avaliar melhor a descrição do consumo e o montante a ser pago.

O bom de individualizar é que os moradores não serão penalizados, caso algum deles estiver inadimplente em relação às parcelas de condomínio. Todo o processo de bloqueio ou corte do fornecimento se dará exclusivamente no apartamento individualizado.

Consciência ambiental

Nada melhor que poder contribuir com o meio ambiente, não é mesmo? A água é um bem precioso no mundo e sua utilização consciente deve fazer parte da rotina de uma casa. Quando um valor é embutido em um pacote mensal, é normal não avaliarmos corretamente sua importância.

Acontece que, com a individualização de água e gás em condomínios, é normal que se reutilize a água nas atividades diárias e se tenha a preocupação com a emissão do gás, já que as despesas serão exclusivamente daqueles que as geraram.

De forma obrigatória ou não, é fato que a preocupação com os gastos e com a utilização dos recursos será muito maior que antes — e o meio ambiente agradece.

Redução da parcela mensal

Já sabemos que, para serviços pagos, o comportamento do consumidor impacta diretamente no valor a ser cobrado. Em condomínios, há uma tendência generalizada em se gastar mais que o normal, já que o custo não será percebido como além do habitual, pois fará parte de um rateio mensal.

Com a individualização, a parcela mensal de condomínio só englobará despesas que não podem ser separadas. Ao ter a cobrança de água e gás direcionada especificamente para a sua residência, o morador poderá administrar melhor o consumo e com isso pagar um valor menor.

Reuniões mais saudáveis

Se as reuniões de condomínio antes eram desgastantes para se chegar a um denominador comum sobre a cobrança das despesas, com a individualização de água e gás, esse assunto será um item a menos para discussão. Afinal, cada um terá sob sua responsabilidade o gasto gerado por seu próprio consumo.

Os debates sobre despesas e rateios poderão dar lugar a ideias de boas práticas de consumo consciente e até sobre assuntos relacionados à convivência no condomínio, com a descoberta de afinidades e formação de novas amizades, até então impensadas.

A instalação de um sistema de individualização de água e gás em edifícios já é tendência no mercado e obrigatória na legislação de alguns municípios brasileiros para novos empreendimentos. Então, caso em seu condomínio haja a possibilidade de implantação, você sairá na frente com uma gestão diferenciada.

Para isso, é preciso conhecer os tipos de serviços ofertados, as condições de instalação externa do sistema e a migração para dentro de cada residência. Não é uma solução barata de imediato, e os custos serão diluídos a médio e longo prazos. Então, faça um planejamento consistente e uma boa previsão orçamentária.

Sistema de autogestão ou Sistema em parceria com a SABESP

O sistema de autogestão com leitura visual é quando o condomínio opta por hidrômetros não digitais, sem a conveniência da medição remota, seja por pulsos eletrônicos ou rádio frequência. Nesses casos, o encarregado operacional do condomínio realiza as leituras mensalmente e as encaminha através de planilha para a administradora processar a cobrança. Tal procedimento está exposto a riscos, pois não existe o acompanhamento de empresa especializada.

O sistema de autogestão com leitura remota apresenta maior transparência e confiabilidade no processo, se feito por companhia especializada e idônea. É importante cautela na escolha da empresa, pois o mercado já sofreu com desistências de organizações internacionais que saíram do país tempestivamente, não sendo possível a portabilidade do processo de leitura por concorrentes, em função da tecnologia utilizada.

Em qualquer das opções é fundamental que os hidrômetros sejam certificados pelo INMETRO - Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia.

O sistema em parceria com a SABESP, também chamado de Sistema ProAcqua, tem por objetivo que a concessionária seja a emissora direta da conta na individualização da água e administração da eventual inadimplência, excluindo o condomínio da função de agente fiscalizador do não pagamento.

O que é importante avaliar?

Toda e qualquer mudança desperta desconfiança e insegurança, principalmente quando envolve a participação financeira de um grupo de pessoas com objetivos diferentes. É preciso enxergar as despesas como um investimento de retorno futuro. Sua missão é apontar soluções como esta, que dará um resultado positivo.

A individualização de água e gás em condomínios é uma alternativa viável e econômica, criando a oportunidade para uma mudança de comportamento dos indivíduos, que de posse de suas despesas, poderão melhorar sua gestão sobre gastos e utilização.

Gostou deste post sobre a individualização de água e gás em condomínios? Vislumbrou a possibilidade de implantar em seu prédio? Então, deixe um comentário e compartilhe a sua opinião e as suas ideias sobre o assunto!

Comentários